Home > Salões > Salões 2 > Salões

Salão Cuba

2003

PRIMAVERA NEGRA – abril de 2003

Embora a primavera negra seja lembrada pela prisão sem direito ao processo legal de 75 militantes da oposição, há que se destacar a execução de três jovens negros pelo sequestro fracassado de uma lancha que prestava serviços na baía de Havana. 
Onze jovens participaram deste ato criminoso em 2 de abril de 2003, com o objetivo de alcançar as costas da Flórida, a envolver 30 passageiros como reféns. 
O barco ficou sem gasolina, o que levou os sequestradores a aceitar um acordo de ser rebocado para o porto de Mariel, onde seria reabastecido e pudessem prosseguir. Triste ilusão. Os sequestradores foram detidos e não houve danos aos passageiros.
O julgamento sumário condenou à morte três: Lorenzo Copello, Sevilla Barbarian e Jorge Martínez, enquanto outros foram punidos com penas que variam de prisão perpétua até dois anos de prisão. Eles foram fuzilados em 11 de abril, ou seja, em nove dias entre 2 e 11 de abril foi procedido tal processo e condenação.

Veja os depoimentos da mãe e filha de LORENZO COPELLO:

 

 

Publicações Sugeridas

  • “BALSEROS” CUBANOS III – FIO DE ESPERANÇA
    Leia mais +
  • VÍCTIMAS DEL COMUNISMO CUBANO MENORES DE 18 AÑOS
    Vítimas ao longo da ditadura dos irmãos Castro
    Leia mais +
  • “BALSEROS” CUBANOS I - FIO DE ESPERANÇA
    Leia mais +
  • DISCURSO DE CHE GUEVARA NA ONU: "Fuzilamentos, sim!"
    Leia mais +